22 maio 2024

MANIPULAÇÃO PSICOLOGICA EMOCIONAL EM RELAÇÕES INTERPESSOAIS E PROFISSIONAIS

A manipulação emocional nem sempre é fácil de ser identificada e ela pode trazer consequências muito prejudiciais para as pessoas manipuladas.

Por isso, é importante darmos a devida atenção às relações que estabelecemos ao longo da vida e ao que essas relações representam em nosso cotidiano e, consequentemente, aos impactos que elas trazem para a nossa saúde mental.

A manipulação emocional pode estar presente em qualquer modelo de relacionamento, seja ele interpessoal ou profissional. Ela pode se apresentar de maneira sutil ou explícita e, por isso, identificá-la em alguns casos pode ser um pouco mais delicado.

A manipulação emocional nem sempre é óbvia e ela também pode ser compreendida como chantagem emocional.

Tanto a chantagem emocional quanto a manipulação emocional são as mais discretas das violências que podem ocorrer em um relacionamento. Geralmente elas são ignoradas por parecerem irrelevantes.

No entanto, psicólogos alertam que esse tipo de comportamento pode denunciar e mascarar outros tipos de comportamentos mais sérios e transtornos mentais.

Ao longo do artigo iremos nos aprofundar um pouco mais em cada um desses 
 

Manipulação emocional é quando uma pessoa se utiliza de palavras, gestos ou simulação de sentimentos para influenciar o outro de forma consciente com o objetivo de conseguir o que se deseja.

Todos nós, em algum momento da vida, já fizemos ou já fomos alvo de chantagem emocional. Aprendemos e desenvolvemos essa capacidade desde a infância, quando queríamos a atenção dos nossos pais.

Mas, é na idade adulta que a chantagem emocional passa a ser uma arma de manipulação para alcançar objetivos. Este tipo de persuasão pode levar a situações críticas e suas consequências podem ser desastrosas.

 


São notórias a inteligência e a envolvência que pessoas chantagistas possuem. Muito mais comum nos relacionamentos amorosos, a chantagem emocional é uma forma de violência, tornando o outro um escravo de desejos e vontades incabíveis.

Fazer charme, negociar, entrar em acordo é saudável dentro de um relacionamento e faz parte da convivência a dois. Cabe aprender a distinguir o que são combinados do que são jogos de manipulação.

A chantagem emocional, quando não identificada precocemente, tende a reprimir a liberdade e o livre arbítrio, dando a quem é vítima da chantagem, a sensação de estar sempre em débito com o outro.

03 abril 2024

CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA

 TOME CUIDADO PARA NÃO MISTURAR O APLICATIVO CAU - CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO PELO APLICATIVO CAU - CADASTRO DE ÁREAS URBANAS 

 

O Cadastro Ambiental Urbano (CAU) foi criado em setembro de 2020 pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), como primeira entrega do programa Cidades+Verdes. Menos de um semestre depois, 100 municípios em 23 estados já deram entrada no CAU para registro, categorização e monitoramento das áreas verdes urbanas.

Em 5 meses de existência, o CAU já contava com 3.777 registros de áreas verdes. Desses registros, 1.571 áreas foram validadas por gestores e já se encontram acessíveis no aplicativo para os cidadãos.

 100% digital, a ferramenta foi criada para melhorar a gestão e contribuir para aumentar a quantidade e qualidade das áreas verdes nas cidades de todo o Brasil.

CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA
CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA

 

O Cadastro Ambiental Urbano – CAU é uma ferramenta do Programa Cidades+Verdes, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA, no âmbito da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana. O CAU visa aprimorar a gestão e aumentar a quantidade e qualidade de áreas verdes nas cidades, melhorando, assim, a qualidade de vida das pessoas 

 “O programa Cidades+Verdes é um dos pontos da agenda de qualidade ambiental urbana justamente para as áreas verdes urbanas, os municípios; para que os munícipes, as pessoas possam identificar praças, locais onde possam haver mais investimentos. Esses locais vão ser transformados, locais onde tem mais permeabilidade, plantação de árvores e toda uma parte de urbanização como também bancos e jardins”, explicou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

A ideia do ministério é ampliar esses grandes espaços verdes dentro das áreas urbanas trazendo não só benefícios sociais, mas também ganhos ambientais e econômicos como a prevenção das enchentes, a regulação dos microclimas, passando pela valorização da biodiversidade e das paisagens das cidades.

 Módulos de CAU

O CAU Gestor permite o acesso dos gestores municipais às informações dadas pelos cidadãos, facilitando a gestão das áreas verdes de cada município. Até agora, 379 usuários se cadastraram no CAU Gestor para atuar na análise dos relatórios enviados pelos cidadãos. Qualquer técnico ou gestor da área de meio ambiente pode fazer o cadastro e contribuir com esse trabalho, acessando a ferramenta pelo navegador ou fazendo download do aplicativo, tudo 100% gratuito.

 

CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA
CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA

O CAU Gestor é uma ferramenta inovadora para a gestão de áreas verdes urbanas. Desenvolvido em plataforma web e aplicativo, é possível, de forma gratuita, cadastrar as áreas verdes urbanas e os espaços potenciais para criação de novas áreas verdes. Os gestores municipais, estaduais e federais passam a contar com uma ferramenta que permite acessar e aprimorar a gestão desses espaços. Além disso, relatórios gerenciais para o acompanhamento do fluxo do sistema e da equipe envolvida no processo facilitam a gestão dos gestores municipais e do DF.

Público-alvo: técnicos e gestores ambientais e de planejamento urbano.

 COMO SE CADASTRAR?

Se você é um técnico ou gestor da área de meio ambiente ou de planejamento urbano, você pode utilizar o CAU Gestor. Basta acessá-lo via web ou fazer o download do aplicativo e se cadastrar.

No módulo CAU Cidadão, qualquer cidadão pode fazer o cadastro e utilizar funcionalidades adicionais, como a avaliação das áreas visitadas e a emissão de alertas para oportunidades de melhorias e revitalização das áreas verdes. O MMA está trabalhando em planos de comunicação com estados e municípios, bem como com cursos a distância para difundir as ferramentas e treinar os usuários.

 

CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA
CADASTRO AMBIENTAL URBANO APLICATIVO DO MMA

Cidades+Verdes

O programa é um dos eixos da Agenda Ambiental Urbana, visando a incrementar as áreas verdes nos centros urbanos. Somente municípios cadastrados no CAU podem receber recursos provenientes do Cidades+Verdes.

Pelo aplicativo, os usuários podem avaliar as áreas verdes e usar a função alerta que permite ao cidadão enviar um aviso para o gestor municipal pedindo melhorias e soluções para problemas encontrados nas áreas verdes da sua cidade. Os alertas chegam ao gestor em tempo real.

“Todos podem acessar de maneira eletrônica e, com isso, somar informações justamente para essa agenda de qualidade ambiental urbana, áreas verdes urbanas, mais permeabilidade, melhoria da sensação de temperatura, aumento de áreas verdes urbanas e melhoria da qualidade do ar”, 

 VEJA VÍDEO ABAIXO

VÍDEO EXPLICANDO COMO UTILIZAR O CAU - GESTOR E O CAU CIDADÃO

As áreas verdes contribuem para a conservação da água, do solo e da biodiversidade nas cidades do Brasil, além de promover benefícios à saúde dos brasileiros.

22 março 2024

22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS

 A água é um recurso natural essencial para a manutenção da natureza, responsável por manter a umidade do ar, abastecer lençóis freáticos e conservar a vida de plantas por todo o mundo, também desempenha importante função na atividade da agricultura, nas indústrias, na geração de energia elétrica, além de preservar a saúde dos seres vivos de todo o planeta.  

22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS
22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS

Em janeiro de 1997, entrou em vigor a Lei nº 9.433/1997, também conhecida como Lei das Águas. O instrumento legal instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) e criou o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh). Segundo a Lei das Águas, a Política Nacional de Recursos Hídricos tem seis fundamentos. A água é considerada um bem de domínio público e um recurso natural limitado, dotado de valor econômico.

A Lei prevê que a gestão dos recursos hídricos deve proporcionar os usos múltiplos das águas, de forma descentralizada e participativa, contando com a participação do Poder Público, dos usuários e das comunidades. Também determina que, em situações de escassez, o uso prioritário da água é para o consumo humano e para a dessedentação de animais. Outro fundamento é o de que a bacia hidrográfica é a unidade de atuação do Singreh e de implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos.

 A AGUA POTÁVEL E A CONTAMINADA

Para os seres humanos, a ingestão de água potável é capaz de prevenir doenças, além de trazer diversos benefícios como regular a temperatura corporal, facilitar a digestão de refeições, auxiliar na absorção de nutrientes presentes nos alimentos e na eliminação de substâncias tóxicas do corpo, principalmente através da urina entre outros. 

  • Ingestão de água contaminada: Normalmente quando falamos em doenças relacionadas com a água, logo imaginamos a ingestão de água com organismos causadores de doenças. Esse tipo de contaminação está muito relacionado com o desenvolvimento de doenças diarreicas, que, apesar de parecerem simples, levam milhões de pessoas à morte a cada ano.

     Exemplos de doenças causadas pela ingestão de água contaminada: cólera, hepatite A, amebíase, giardíase, rotavírus, entre outras.

  • Contato com água contaminada: Não é apenas a ingestão que pode ocasionar doenças, o contato com a água contaminada pode ser suficiente para desencadear uma patologia. O contato pode permitir que organismos patogênicos entrem por nossa pele ou mucosas e desencadeiem problemas graves de saúde.

Resumo sobre poluição da água

  • A poluição da água é resultante da alteração das características físicas, químicas ou biológicas que implicam a perda da qualidade desse recurso.

  • Suas causas estão relacionadas especialmente ao desenvolvimento das atividades produtivas pelo ser humano.

     

    22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS
    22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS

  • São exemplos de tipos de poluição da água: poluição térmica, poluição química, poluição biológica e poluição sedimentar.

  • Suas consequências envolvem graves prejuízos ao meio ambiente terrestre e à saúde da população humana.

  • O correto tratamento dos rejeitos agropecuários, industriais, comerciais e domésticos é uma alternativa para atenuar a poluição da água.

  • A ampliação do saneamento básico é uma medida fundamental para diminuir os indicadores de poluição dos corpos hídricos.

Como vimos a poluição da água é qualquer alteração das características físicas, químicas ou biológicas que impactam negativamente na qualidade dos corpos hídricos. Tradicionalmente, a poluição da água está relacionada à ação humana, e, por sua vez, gera graves prejuízos ao meio ambiente e à saúde da população. 

A poluição da água é um dos principais impactos ambientais registrados no globo.

São exemplos de atividades que causam a poluição da água:
  • atividades agropecuárias que utilizam agrotóxicos;

  • atividades mineradoras que exploram recursos hídricos;

  • atividades industriais que emitem poluentes líquidos e sólidos;

  • atividades domésticas que produzem poluentes líquidos e sólidos;

  • instalações humanas como cemitérios e aterros sanitários;

  • ausência de estruturas de saneamento básico.

 A SUSTENTABILIDADE PARA A ÁGUA 

A sustentabilidade da água limpa e potável é um compromisso social e ambiental. A água é um recurso compartilhado e limitado, e sua gestão adequada requer a participação ativa de indivíduos, comunidades, empresas e governos. Promover a sustentabilidade da água implica estar consciente do nosso impacto nos recursos hídricos e adotar medidas responsáveis ​​para a sua conservação e preservação. Além disso, a gestão sustentável da água contribui para a proteção do meio ambiente, ao manter a qualidade dos ecossistemas aquáticos e da biodiversidade a eles associada.  

NÃO DEIXE DE VER O VÍDEO ABAIXO


SE CONSCIENTIZE SOBRE A AGUA QUE TEMOS VIU O VÍDEO ACIMA

 É preciso adotar estratégias e tecnologias que promovam o uso eficiente da água, a conservação dos recursos hídricos e a proteção da qualidade da água. Somente por meio de uma abordagem sustentável podemos garantir o fornecimento contínuo de água limpa e potável para as gerações presentes e futuras.

EDUCAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO PUBLICA É UM PASSO A SE TOMAR
 
Promoção de práticas de conservação de água: Por meio de campanhas de conscientização, é fundamental promover práticas de conservação da água, como fechamento de torneiras quando não estão em uso, conserto de vazamentos, uso de sistemas de baixo consumo, aproveitamento de água da chuva, entre outras. Conscientizar a população sobre a importância e o valor da água é fundamental para promover seu uso responsável.
 
 
22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS
22 DE MARÇO DIA MUNDIAL DA ÁGUA TERMOS QUE LEVAM A SUA POLUIÇÃO E OS QUE SÃO SUSTENTÁVEIS
 
Programas educativos e campanhas de conscientização: A implementação de programas educativos em escolas e comunidades, bem como campanhas de conscientização na mídia e nas redes sociais, ajudam a conscientizar sobre a importância de preservar a água limpa e potável. Essas iniciativas também podem incluir a disseminação de informações sobre tecnologias de tratamento de água e práticas sustentáveis.
 
Fontes:al.sp.gov.br / mundoeducacao.uol.com.br / antigo.mma.gov.br / tratamentodeagua.com.br

15 março 2024

16 DE MARÇO DIA NACIONAL DA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

16 de março é o Dia Nacional de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, decretado pela Lei Nº 12.533 a fim de articular atos, eventos, debates e mobilizações relacionados a medidas de proteção dos ecossistemas brasileiros. O Programa de Educação Ambiental da BR-319/AM/RO, desenvolvido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio do consórcio Concremat/Hollus, destaca a importância do dia e busca estabelecer diálogos, promover iniciativas que estimulem a responsabilidade ambiental, difundir conhecimentos e inspirar mudanças de atitudes que contribuam para a redução dos impactos ambientais decorrentes da mudança climática.

16 DE MARÇO  DIA NACIONAL DA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS
16 DE MARÇO  DIA NACIONAL DA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS
 

 Mudança climática: o que é?

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), as mudanças climáticas são transformações nos padrões de temperatura e clima. Este é um processo natural, mas o que o torna perigoso são as atividades humanas, que impulsionam essas mudanças com as emissões desenfreadas de gases de efeito estufa e o desmatamento.

A queima de combustíveis fósseis é um agravante, e com um mundo cada vez mais motorizado (uso de carros em grande escala, principalmente nas grandes cidades) e industrial, e a falta de preservação das nossas matas (o desmatamento pode liberar dióxido de carbono), o planeta tende a aquecer cada vez mais.

Aterros para lixo, as edificações e a agricultura também estão entre os principais emissores de gases de efeito estufa.

 Quais as consequências das mudanças climáticas?

O aumento da temperatura média da Terra ocasiona elevação do nível do mar, intensifica as tempestades, acelera o processo de derretimento de geleiras e muitos outros problemas que pouco a pouco vão afetando a qualidade de vida e podem comprometer a existência humana e de outros seres vivos.

 

GILBERTO GIL - REFLORESTA SE CONSCIENTIZE

De acordo com pesquisadores, as Mudanças climáticas devem, inclusive, intensificar impactos de tsunamis, ou seja, mesmo os fenômenos considerados pequenos, poderão vir a ocorrer com mais frequência e intensidade, se tornando, assim, mais destrutivos.

Isso acontece porquê existe uma relação entre o aumento do nível do mar, induzido pelas mudanças climáticas, e o fenômeno que já destruiu cidades inteiras e tirou a vida de muitas pessoas mundo afora.

Medidas que ajudam a controlar as mudanças climáticas

Alguns hábitos podem contribuir para reverter o aquecimento global, e cada pessoa pode, de pouquinho em pouquinho, fazer algo para proteger o planeta. Confira, a seguir, algumas medidas positivas:

  •      Evitar usar o carro particular todos os dias e fazer alguns percursos a pé, de bicicleta ou transporte público;
  • Trocar as lâmpadas amarelas pelas fluorescentes e/ou lâmpadas de LED;
  • Diminuir a temperatura do refrigerador, máquina de lavar e aquecedor de água;
  • Investir em energia renovável como a solar ou eólica;
  • Usar aparelhos que tenham maior eficiência energética;
  •  Utilizar os recursos naturais com responsabilidade;
  • Apoiar iniciativas de carbono neutro; 
  • Priorizar atividades que reduzam a emissão de gases de efeito estufa; 
  • Reduzir o consumo de combustíveis fósseis;
  • Reduzir a quantidade de resíduos sólidos;
  • Investir em embalagens mais sustentáveis.
Esses são alguns hábitos que podem nos ajudar a reduzir e reverter os efeitos das mudanças climáticas, como o consumo consciente e a preferência por produtos e serviços mais sustentáveis. Cabe a cada um de nós refletir sobre o impacto dos poluentes e outras ações prejudiciais ao clima. Vamos juntos cuidar do planeta.
 
Fonte dos textos : educamaisbrasil / www.gov.br/
 

02 março 2024

A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL

 Neste momento que estamos vivendo, sentimos uma Turbulência opressora a todo momento principalmente em pessoas que tem pensamentos criativos e inovadores, Jovens estão perdendo a capacidade e desejo de sonhar, Os Desejos e Sonhos não estão resistindo as gestões políticas e opressoras que dificultam a caminhada de muitos, bloqueiam caminhos com preconceitos, exclusões, desvalorização, alienação, autoritarismo etc.

A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL
A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL

O momento está parecido ao da época da ditadura em que o governo se dizia socialista mas a opressão era o forte de quem governava. A opressão no momento está tomando é impactando a sociedade e cidadania de muitos que tentam resistir a governos que usam de bens públicos para se crescerem e iludirem a sociedade que tem a mente fechada, através de apresentações em redes sociais e mídias desviadas para divulgar os seus feitos que não leva educação, cultura nem abre mentes simplesmente se expõe para crescerem e iludir pessoas desestruturadas socialmente, ambientalmente e financeiramente.

  NA DÉCADA  DA DITADURA TINHA MÚSICOS E COMPOSITORES

QUE DESCREVIAM A OPRESSÃO PASSADA

MAS HOJE A CULTURA ESTÁ SUMINDO ELA ESTÁ SENDO ROUBADA POR  

PRAZERES VIRTUAIS

MILTON NASCIMENTO DESCREVE O SONHO DOS OPRIMIDOS

NA CANÇÃO CORAÇÃO DE ESTUDANTE

  VEJA VÍDEO ABAIXO

 VEJA O VÍDEO

   O autoritarismo voltou a fazer parte do cotidiano trazendo várias formas de opressões como, física, moral, social, psicológica etc. Tirando a liberdade e a vida de muitos Jovens sonhadores. A Sociedade vive um momento de crueldade opressora.

A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL
A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL

  Há casos em que a opressão é inconsciente, mas faz mal no final. No entanto, na maioria das vezes, o opressor é consciente, tirano e faz isso para dominar suas vítimas ou oprimidos. O opressor quer dominar pelo medo emocional e psicológico. Quer tirar vantagens e, muitas vezes, quer destruir ou não deseja ver seus oprimidos felizes.

Também é bom lembrar que muitos oprimidos gostam desta simbiose. Ou seja, não vivem sem o opressor. Para quem deseja se libertar desta energia tão nefasta, seguem abaixo uma oração poderosa. Mas é bom salientar que, além da oração, é necessário se libertar fisicamente dos opressores:

A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL
A OPRESSÃO NO MOMENTO ATUAL

Oração para se libertar dos opressores

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Senhor, rogo pela justiça divina. Senhor, não deixai que os ímpios oprimam os cidadãos íntegros. Conservai a liberdade de todos os nosso irmãos, e que apenas o Senhor interceda em nossos destinos. Pai, livrai-nos da opressão dos homens poderosos, dos políticos mal feitores, da violência do poder, para vivermos na Sua paz, com fé e otimismo. Amém!

SIRVA AOS POBRES ASSIM SERVIRA A DEUS E A SI PRÓPRIO

 Então Jesus falou às multidões e a seus discípulos: Os doutores da Lei e os fariseus estão sentados na cátedra de Moisés. Portanto, façam e observem tudo quanto eles disserem a vocês. Porém não imitem as ações deles, porque dizem, mas não fazem.

 

SIRVA AOS POBRES ASSIM SERVIRA A DEUS E A SI PRÓPRIO
SIRVA AOS POBRES ASSIM SERVIRA A DEUS E A SI PRÓPRIO

 Amarram fardos pesados e os impõem no ombro das pessoas, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los nem sequer com um dedo.

Praticam todas as suas ações para serem vistos pelas pessoas. De fato, usam faixas largas na testa e nos braços, e põem longas franjas na roupa. Gostam de ocupar o posto de honra nos banquetes e os primeiros lugares nas sinagogas. Gostam de ser cumprimentados nas praças e ser chamados de mestres pelas pessoas. Vocês, porém, não deixem que os chamem de mestres, pois um só é o Mestre de vocês, e vocês todos são irmãos. Na terra, não chamem ninguém de Pai, pois um só é o Pai de vocês, o Celeste. Nem deixem que os chamem de líderes, pois um só é o Líder de vocês, o Messias.

O maior de vocês será aquele que os serve. Quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado”. (Mt 23, 1-12)

 

 QUEM SERVE O POBRE SERVE A DEUS E A SI PRÓPRIO

A nossa atitude para com os pobres não se deve regular pela sua aparência externa nem sequer pelas suas qualidades interiores. Devemos considerá-los, antes de mais, à luz da fé. O Filho de Deus quis ser pobre e ser representado pelos pobres. Na sua paixão, quase perdeu o aspecto de homem; apareceu como um louco para os gentios e um escândalo para os judeus. Todavia, apresentou-se a estes como evangelizador dos pobres:

 

Enviou-me para evangelizar os pobres. Também nós devemos ter os mesmos sentimentos de Cristo e imitar o que Ele fez: cuidar dos pobres, consolá-los, socorrê-los e recomendá-los.

 

SIRVA AOS POBRES ASSIM SERVIRA A DEUS E A SI PRÓPRIO
SIRVA AOS POBRES ASSIM SERVIRA A DEUS E A SI PRÓPRIO

Cristo quis nascer pobre, chamar para sua companhia discípulos pobres, servir os pobres e identificar-se com os pobres, a ponto de dizer que o bem ou o mal feito a eles o tomaria como feito a Si mesmo. Deus ama os pobres, e por conseguinte ama também aqueles que os amam. Na verdade, quando alguém tem especial afeto a uma pessoa, estende também este afeto aos seus amigos e servos. Por isso temos razão para esperar que, por causa do nosso amor dos pobres, também nós seremos amados por Deus.

Quando os visitamos, procuremos compreender a sua pobreza e infelicidade para sofrer com eles e ter os sentimentos de que fala o Apóstolo, quando diz: Fiz-me tudo para todos. Esforcemo-nos por sentir profundamente as preocupações e misérias dos nossos semelhantes; peçamos a Deus que nos dê o espírito de misericórdia e compaixão e que conserve sempre em nossos corações estes sentimentos.

O serviço dos pobres deve ser preferido a todos os outros e deve ser prestado sem demora. Se durante o tempo de oração, tiverdes de levar um medicamento ou qualquer auxílio a um pobre, ide tranquilamente, oferecendo a Deus essa boa obra como prolongamento da oração. E não tenhais nenhum escrúpulo ou remorso de consciência se, para prestar serviço aos pobres, tivestes de deixar a oração. De facto não se trata de deixar a Deus, se é por amor de Deus que deixamos a oração: servir um pobre é também servir a Deus.

 A caridade é a máxima norma, e tudo deve tender para ela; é uma grande senhora: devemos cumprir o que ela manda. Renovemos, portanto, o nosso espírito de serviço aos pobres, principalmente para com os mais abandonados. Esses hão de ser os nossos senhores e protetores.

 

Dos Escritos de São Vicente de Paulo, presbítero
(Carta 2546: Correspondance, entretiens, documents,
Paris 1922-1925, 7) (Sec. XVII)

01 março 2024

CURRAIS ECOLÓGICOS MAIS UM TEMA DE SUSTENTABILIDADE

Sabendo que a cadeia produtiva agropecuária é um dos setores que mais cresce e se moderniza no mundo, pensando nisso sermos sustentáveis na produção de alimento é um fator importante para o setor de toda cadeia produtiva. Logo com o crescimento pela demanda de alimentos no mundo, e onde precisamos ser cada vez mais produtivos devemos respeitar mais o meio ambiente, surgem assim as alternativas de se utilizar materiais que seriam descartados de forma irregular e   muitas vezes não reaproveitáveis, para trazer sustentabilidade ao sistema agropecuário, uma destas alternativas é se fazer  construções de currais com pneus.

 

CURRAIS ECOLÓGICOS MAIS UM TEMA DE SUSTENTABILIDADE
CURRAIS ECOLÓGICOS MAIS UM TEMA DE SUSTENTABILIDADE

Entre os materiais (resíduos), mais nocivos ao meio ambiente encontramos o plástico e borracha, pois esses materiais demoram tempo indeterminado para serem decompostos, e que sem o destino e processamento correto se tornam poluentes potencialmente perigosos para o meio ambiente. Dessa maneira, a reutilização desses materiais torna-se ambientalmente e economicamente viáveis, como por exemplo a reutilização de pneus usados na construção de currais e pisos antiderrapantes para manejo pecuário.

 

CURRAIS ECOLÓGICOS MAIS UM TEMA DE SUSTENTABILIDADE
CURRAIS ECOLÓGICOS MAIS UM TEMA DE SUSTENTABILIDADE

 A reutilização de pneus como matéria-prima na construção de currais e outras estruturas agropecuárias promove uma alternativa barata, sustentável e simples para o destino desse tipo de resíduo. O curral ecológico de pneus pode ser construído com poucos materiais, aliado ao baixo custo de implantação e simplicidade na instalação, que terá fundamental papel na redução de criadouros de mosquito Aedes Aegypt (vetor da dengue), por exemplo, auxiliando além do meio ambiente a saúde pública. A implantação do curral ecológico pode ser adequada a diversas condições dos proprietários, mesmo porque pneus são facilmente encontrados e servem como substitutos para as tábuas convencionais.

 

 VEJA O VÍDEO ABAIXO

 VEJA O VÍDEO ACIMA

 Seguem os Materiais necessários:

Para um curral  (o projeto pode ser adaptado de acordo com as exigências e necessidades do proprietário).

  • Pneus – O pneu deve ser cortado de maneira que seja removida apenas a banda de rodagem para que seja utilizada como tábuas laterais.
 
  • Mourões – Os mourões devem ter cerca de 3 metros de comprimento e 15 centímetros de largura, na instalação, é necessário que 1/3 seja enterrado, de maneira que o curral tenha em torno de 2 metros de altura. Espaçamento de 1 metro entre os mourões.

  • Parafuso – É importante que o parafuso escolhido seja resistente e não afrouxe facilmente, é indicado a utilização do parafuso francês zincado.
 
  • Porcas e Arruelas – Serão responsáveis por fixar as pranchas de borracha nos mourões.
 
  • Dobradiça – É recomendada a utilização de dobradiças tipo ferradura para a instalação da porteira do curral.
 
  • Porteira e trinco – Serão utilizados para controlar a entrada e saída dos animais no curral.
 
  •  Instalação - Instale os mourões com distância de 1 metro entre si, em seguida parafuse as tábuas de contenção na parte superior dos mourões e posteriormente cerque o perímetro utilizando as bandas de rodagem dos pneus reutilizados. Instale a porteira e o trinco.
 O planejamento e a construção de um curral, baseado nos parâmetros do contexto deste tema abordado, garantindo o sucesso de uma boa construção permite a propriedade obter um manejo apropriado do rebanho, além de ser um investimento que gera retorno positivo a médio e longo prazo. A escolha de um tronco de contenção adequado aliado ao bom curral, permite elevar o nível da propriedade, de forma que consiga ser alcançada melhor produtividade, sustentabilidade e valorização do produto. 
 
O PRODUTOR PRECISA SE INOVAR

Acima de tudo, o produtor precisa sempre inovar. Ou seja, fazer algo novo na propriedade. Repense e revisite a área periodicamente. Veja o que é possível melhorar a partir de mudanças a médio e longo prazo. Muitos produtores atuam nas atividades do dia a dia, desde as mais simples até as mais complexas, da mesma forma há muitos anos. Existem propriedades que têm o mesmo manejo e o produtor lida com as mesmas características. No entanto, atualmente temos novas tecnologias e novas formas que podem trazer maior lucratividade e muitas vezes de maneira simples.

Além disso, outro conceito muito importante que deve ser aplicado é o bem-estar animal. O manejo que evita estresse e não usa a violência contra os bovinos e demais animais da propriedade é fator fundamental. O uso de choque e espetos devem ser eliminados e o cuidado e preservação da saúde precisam estar em primeiro lugar.

 
 
Fonte: coimma.com.br
              dicas.boisaude.com.br
               Só ideias legais

26 fevereiro 2024

CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS - ODS 11 PARA 2030

 Cidade Sustentável são aquelas que alinham seus padrões de vida, produção e consumo com base em uma combinação entre aspectos econômicos e socioambientais. Em vez de promover um crescimento e consumo desordenados, adotam políticas públicas e ações que impactam positivamente a sustentabilidade. Para ser uma cidade Sustentável é previsto uma série de diretrizes para melhorar a gestão de uma zona urbana e prepará-la para as gerações futuras.

Comunidades sustentáveis são aquelas que prezam pela sustentabilidade, através da preservação de recursos naturais somada a uma conscientização social coletiva favorável ao bem-estar da população elas ​​são projetadas para alcançar o equilíbrio entre o crescimento econômico e social, levando em consideração os limites dos recursos naturais. O foco é diminuir o impacto sobre o meio ambiente e ao mesmo tempo garantir uma boa qualidade de vida aos seus moradores.

CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS - ODS 11 PARA 2030
CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS - ODS 11 PARA 2030

 VAMOS VER COMO TER UMA CIDADE SUSTENTÁVEL

Para se transformar em uma cidade sustentável, a administração da cidade deve considerar três pilares: responsabilidade ambiental, economia sustentável e vitalidade cultural.

Cidades sustentáveis são aquelas que alinham seus padrões de vida, produção e consumo com base em uma combinação entre aspectos econômicos e socioambientais. Em vez de promover um crescimento e consumo desordenados, adotam políticas públicas e ações que impactam positivamente a sustentabilidade podemos adotar o PCS – PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS O Programa Cidades Sustentáveis oferece ferramentas e metodologias de apoio à gestão pública e ao planejamento urbano integrado. Por sua vez, para organizar todas essas práticas e ações discutidas, o PCS se estrutura em 12 eixos temáticos, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas, sendo eles:

    Ação local para saúde;

    Bens naturais comuns;

    Consumo responsável e opções de estilo de vida;

    Cultura para a sustentabilidade;

    Do local para o global;

    Economia local, dinâmica, criativa e sustentável;

    Educação para a sustentabilidade e qualidade de vida;

    Equidade, justiça social e cultura de paz

    Gestão local para a sustentabilidade;

    Governança;

    Melhor mobilidade, menos tráfego;

    Planejamento e desenho urbano.

VEJA VÍDEO ABAIXO

 

 VEJA VÍDEO ACIMA

NA CIDADE TEM COMUNIDADES É O QUE É UMA COMUNIDADE SUSTENTÁVEL

Uma comunidade sustentável é formada por um grupo de pessoas que se une para viver um estilo de vida que satisfaça suas necessidades básicas sem comprometer o ecossistema local ou global.

Essas comunidades têm vários formatos; não existe uma regra específica de como elas devem ser. Podem ser sítios, fazendas, centros de permacultura, entre outros. Muitas vezes elas são chamadas de eco vilas.

Como o próprio nome diz, essas comunidades prezam pela sustentabilidade, através da preservação dos recursos naturais. Junto a isso, buscam uma conscientização social e coletiva, favorecendo o bem-estar da população que vive ali. Elas pensam não somente nas gerações atuais, mas também nas futuras.

Isso significa que elas têm como objetivo atender às necessidades atuais e ao mesmo tempo manter uma visão de longo prazo. As pessoas que escolhem viver em ecovilas entendem que nossa sobrevivência depende de um ecossistema saudável.

UMA COMUNIDADE SUSTENTÁVEL COMO NA CIDADE SUSTENTÁVEL DEVE:

·         Destinar corretamente e reaproveitar resíduos sólidos;

·         Oferecer água de qualidade sem esgotar mananciais;

·         Reaproveitar a água da chuva;

·         Criar e utilizar de fontes de energia renováveis;

·         Ofertar transporte alternativo e de qualidade para a população;

·         Garantir opções de cultura e lazer.

VAMOS VER OUTROS PONTOS QUE PODEMOS FAZER PARA MELHORAR AS COMUNIDADE E CIDADES PARA ELA ATINGIR UM FOCO SUSTENTÁVEL NÃO AGREDINDO O AMBIENTE AGORA E NEM NO FUTURO:

Gestões que veem um ponto sustentável em uma cidade vai se desenvolver sustentavelmente começando a ter obras  com desenvolvimento sustentável como instalações que aproveite o que o Meio Ambiente nos dá sem prejudicar o futuro como energias renováveis um exemplo é a solar, que vai economizar no bolso das pessoas não precisando pagar contas de energias no fim do mês não vai gerar gases de efeito estufa que ajuda a causar as mudanças climáticas ,uma cidade sustentável também terá usinas de reciclagem de entulhos de construção civil que vai gerar matéria prima como brita, pedregulho, areia matacão etc. para fazer o recapeamento de ruas e asfaltar novas ruas. Vai agregar a está usina de reciclagem construtoras de peças como bancos de praça, paralepipedos, tijolos, bloquetes para calçadas de praças e lugares públicos tudo construído com materiais recicláveis. além de economizar em não gastar com matéria prima para fabricar esteses objetos citados vai limpar a cidade reciclando entulhos e educando a população:

Veja outras dicas de uma cidade e comunidades sustentável

·         Terá áreas de qualidade para se exercitar como quadras de futebol e academias ...

·         Terá programas para pessoas de Terceira idade se exercitar...

·         Crianças serão um ponto de referência para levar a educação ambiental passada na escola para dentro dos lares ...

·         As praças públicas serão revitalizadas e reestruturadas sendo um ponto para se descansar e passear

·         Ruas em bairros terão arborização

OUTRO ITEM É O SANEAMENTO BÁSICO QUE NÃO PODEMOS DEIXAR DE VER

O Saneamento Básico vai ser um ponto para melhorar a qualidade de vida e saúde da população. O Saneamento Básico é fundamental para a saúde e, consequentemente, para o bem- estar da população e para o futuro sustentável do planeta, sendo definido nos termos da Lei 11.445/2007 como o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações operacionais de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo das águas pluviais urbanas Dentre os serviços urbanos coletivos, o atendimento adequado de água e de esgoto juntamente com o atendimento adequado de energia e coleta de lixo como serviço públicos essenciais à garantia de bem-estar urbano.

 O saneamento é um ponto de qualidade de vida de uma cidade e comunidades sustentáveis e essencial às necessidades humanas básicas sendo uma variável chave à Sustentabilidade Urbana e a produção da Cidade Sustentável dada as suas repercussões socioambientais.

A sustentabilidade urbana e de comunidades é entendida como “estado desejável de condições que persiste ao longo do tempo um modo evolutivo de adaptação ambiental e social e econômico para um futuro que não degrade o meio ambiente e pare de gerar gases de efeito estufa que estão causando atualmente as mudanças climáticas a Cidade Sustentável como aquela que é durável e que, por meio de um planejamento e de uma gestão que valorizam a concepção de cidade enquanto totalidade, promovem um desenvolvimento ambiental social e econômico.

Abaixo as Metas da ONU Para praticar e se aprimorar no ODS 11 CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS PARA 2030.

11.1 até 2030, garantir o acesso de todos a habitação segura, adequada e a preço acessível, e aos serviços básicos e urbanizar as favelas

11.2 até 2030, proporcionar o acesso a sistemas de transporte seguros, acessíveis, sustentáveis e a preço acessível para todos, melhorando a segurança rodoviária por meio da expansão dos transportes públicos, com especial atenção para as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade, mulheres, crianças, pessoas com deficiência e idosos

11.3 até 2030, aumentar a urbanização inclusiva e sustentável, e as capacidades para o planejamento e gestão de assentamentos humanos participativos, integrados e sustentáveis, em todos os países

11.4 fortalecer esforços para proteger e salvaguardar o patrimônio cultural e natural do mundo

11.5 até 2030, reduzir significativamente o número de mortes e o número de pessoas afetadas por catástrofes e substancialmente diminuir as perdas econômicas diretas causadas por elas em relação ao PIB global, incluindo os desastres relacionados à água, com o foco em proteger os pobres e as pessoas em situação de vulnerabilidade

11.6 até 2030, reduzir o impacto ambiental negativo per capita das cidades, inclusive prestando especial atenção à qualidade do ar, gestão de resíduos municipais e outros

11.7 até 2030, proporcionar o acesso universal a espaços públicos seguros, inclusivos, acessíveis e verdes, aos espaços públicos verdes, particularmente para as mulheres e crianças, pessoas idosas e pessoas com deficiência

11.a apoiar relações econômicas, sociais e ambientais positivas entre áreas urbanas, peri-urbanas e rurais, reforçando o planejamento nacional e regional de desenvolvimento

11.b até 2030, aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos adotando e implementando políticas e planos integrados para a inclusão, a eficiência dos recursos, mitigação e adaptação às alterações climáticas, a resiliência a desastres; e desenvolver e implementar, de acordo com o “Sendai Framework” para a redução do risco de desastres 2015-2030, o gerenciamento holístico do risco de desastres em todos os níveis

11.c apoiar os países menos desenvolvidos, inclusive por meio de assistência técnica e financeira, para construções sustentáveis e resilientes, utilizando materiais locais